Amigo Secreto


Amigo Secreto

Sonhar é bom, né?
Quem me dera se meu salário aumentasse e aquela promoção que me prometeram faz 7 meses me fosse oferecida amanhã! Mas não, não é mar de rosas, amanhã vou chegar e fazer o mesmo serviço sem reconhecimento que faço há 4 anos. Tenho 28 anos, me chamam de Flora. Ah, trabalho na mesma empresa que meu ex namorado. Temos uma filha de 2 anos e além de tudo, possuímos uma relação quase que amigável, até mesmo pelo bom crescimento da menina.

Se ele se importa com a filha dele? Claro! Sábado é o dia que ele enxe o Facebook dele de fotos com a menina para dar uma de "pai exemplar", as moças caem fácil. Aqui na empresa, ele já ficou com algumas. Normal! Tento levar as coisas numa boa!
Financeiramente falando, o dinheiro que ele dá é o equivalente à uma lata de leite em pó.

Apesar das dificuldades de ser mãe solteira, sempre tive a sorte de ter um bom salário para sustentar minha filha desde que ela nasceu. Mesmo com a hipótese da total desistência da participação do rapaz fotogênico que pega ela em casa aos sábados, tenho condições para cuidar do meu bebê numa boa. Mas, independente de condições financeiras, quero que ela tenha amor e que quando entender mais as coisas, sinta-se com o pai uma filha e não uma espécie de "troféu" ou "acessório".

Enfim, lá na empresa terá o tradicional amigo secreto, adoro! Sempre participo. O pessoal da empresa gosta de brincar, fazem diversas gincanas e eventos para reunir a galera fora do expediente, isso é um ponto positivo de lá. Há muitos eventos em que não posso ir, mas faço de tudo para poder participar do amigo secreto. Deixo minha filha com minha mãe e vou.
Esse último amigo secreto foi sem sombra de dúvidas o melhor de todos!
Chegado o momento do sorteio, fui a primeira a tirar um papelzinho, adivinha só quem tirei? Meu lindo e fotogênico ex namorado pai da minha filha. Dei meia volta para trocar, mas no meio do caminho, deixei daquele jeito mesmo!

Sei que ele gosta de camisas regatas, tem uma paixão por bonés de aba reta, coleciona cuecas brancas e ama perfumes de aromas fortes. Hmm, o que comprar?
Ele, quando tirou o papel, deu um sorriso de canto e olhou em minha direção, mas não sei se olhava pra mim, acho que foi para uma moça que estava do meu lado, a qual ele já havia ficado.

Fiquei a semana inteira pensando no que comprar para ele. Chegado o dia do evento, estava certa de que fiz a melhor das escolhas. Nunca havia acertado tão em cheio num presente antes!
Nos reunimos num parque bem gostoso, com muito verde e um lago lindo.
Ele me cumprimentou meio audacioso, entendi como um toque ou dica de que ele havia me tirado. Estava cheiroso e vestia camisa social, meio "descombinado" com o local em que estava, acho que de lá, ia para outro lugar.
Fizemos uma roda e cada um foi dando os presentes aos devidos amigos secretos. Chegada a vez de cada um, a pessoa iria no meio da roda discursar.

Ah, não foi ele quem me tirou, foi a Gil, ela entrou na empresa há poucos meses, mas já se adaptou. Ganhei um kit delicioso com loção, sabonete e perfume, amei!
Ele tirou justo a moça que ele olhava aquele dia do meu lado, presenteou a moça com um vestido lindo, branco com algumas flores pequenas.

Chegada minha vez, peguei meu presente e fui até o meio da roda e fiz o seguinte discurso:
"Meu amigo secreto é alguém por quem tenho um carinho, um alguém que conheço com a palma da minha mão. Gente, esse amigo secreto desse ano, vai fazer com que eu liberte minha filha de ser usada como acessório, é um presente bem útil. Então, é muito importante pra mim. Espero que agrade a pessoa. Meu amigo secreto é o Marcos."
Todo mundo fez o maior silêncio. Marcos levantou-se muito envergonhado para receber o presente. Mal conseguindo desembrulhar, ajudei-o. Meu presente foi uma boneca, para que ele pudesse usá-la nas selfies dos sábados. Falei baixinho:
"Quando quiser pegar sua filha para ser pai dela, você guarde a boneca e vai em casa buscá-la, mas quando quiser apenas tirar fotos, use a boneca."

Ele não sabia onde enfiar a cara, não falou nada, não discutiu e nem agradeceu, pegou a boneca e se sentou novamente.
Logo, Marcos inventou um imprevisto, disse que alguém ligou e precisava dele urgente. A menina que ele tirou, foi atrás dele. Estava explicado o motivo da vestimenta. Lá se foi o rapaz, com a boneca entre o braço e o abdômen.

O pessoal ficou desconcertado. Descontraí:
"Vamos terminar de entregar os presentes logo, que eu tô com fome!".
Algum tempo depois, foram desencanando e voltamos à um clima normal.
Como sempre, havia muitas delícias, assim minha dieta foi por água a baixo (risos).

Dietas falidas à parte, esse que foi amigo secreto de verdade. Foi assim que o pai da minha filha começou a mostrar mais seu lado de pai.
Espero que aprenda dessa vez. Filhos não são fontes de "likes", são pessoas que precisam do amor e do carinho de seus pais.
Marcos vai precisar de outro meio para atrair as meninas com pose de "homem responsável".

Obs.: Texto fictício.

-Juliane França.

Share this:

ABOUT THE AUTHOR

Hello We are OddThemes, Our name came from the fact that we are UNIQUE. We specialize in designing premium looking fully customizable highly responsive blogger templates. We at OddThemes do carry a philosophy that: Nothing Is Impossible

0 comentários:

Postar um comentário